Quem mata mais? RPG ou religião?

Já não é de hoje que nós, rpgistas, sofremos um terrível preconceito devido a um crime hediondo que nada tem a ver com nosso hobbie e que aconteceu 10 anos atrás. Acabei de achar uma matéria bem interessante sobre um caso evangélico no site pesadelo.net. Leiam por favor.

sábado, 4 de dezembro de 2010

 

Mais uma vítima inocente da religião…. e depois reclamam do RPG.

No último dia 24 de novembro, a religião fez mais uma vítima inocente no nosso país. 

A jovem Larissa Rafaela Kondo de Lima, 15 anos, de Cafelândia-SP, foi espancada até a morte pelo próprio pai.

Evangélico, José Carlos de Lima espancou a filha até a morte, com chutes na barriga e na cabeça, por estar namorando um rapaz que não era da igreja.

Infelizmente, o caso foi abafado bem rápido. Não teve nenhum estardalhaço na TV, os jornais não deram nenhum destaque, ninguém achou o caso um escândalo. Pelo contrário, saiu apenas em notas discretas e onde foi noticiado, apareceram rapidamente pessoas pra dizer que se tratava de “um caso isolado”, “uma infelicidade”, etc.

Ninguém falou em fechar igrejas, ninguém falou em proibir religião, nenhum deputado tentou censurar a venda de Bíblias.

 

Quem é jogador de RPG com certeza tem que ficar duplamente revoltado com esse tipo de notícia. Não só pelo absurdo desumano que esse pai retardado cometeu, mas principalmente com a velocidade com que abafaram o caso.

Toda a comunidade rpgista paga eternamente por um crime cometido há quase dez anos, supostamente motivado por RPG (ênfase no supostamente). Por causa desse evento mal esclarecido, somos todos os dias vítimas de preconceitos pela sociedade – olhares suspeitos, discriminação, mau juízo.

Jogadores de RPG são tratados como marginais maníacos perigosos, simplesmente por jogar um jogo de contar histórias em volta de uma mesa, geralmente dentro de casa, rodeados por livros, salgadinhos e refrigerantes. De tempos em tempos, aparece algum político alucinado querendo proibir a venda de livros de RPG ou coisa do tipo. Padres e pastores fazem sermões enfezados demonizando uma coisa que eles não fazem a mínima idéia do que se trata, e mães se desesperam assustadas quando seus filhos falam que estão jogando.

Enquanto isso, crentes alucinados como o José Carlos espancam as filhas todos os dias. Torcedores de futebol se matam por causa dos seus times, e jovens drogados se esfaqueiam nas boates por causa de uma mulher qualquer. Mas as mães ficam muito mais tranquilas quando os filhos dizem que vão largar o RPG pra ir à igreja, pro futebol ou pra balada com os amigos.

Então, meus caros religiosos, futeboleiros, baladeiros e afins. Vocês não gostariam que saíssemos por aí falando que todo religioso é um fanático assassino por causa do que aconteceu em Cafelândia? Então não façam o mesmo conosco!

Assim como nossos livros de RPG estão cheios de vampiros e dragões e outros monstros, suas Bíblias também estão cheias de tortura, genocídio, demônios e sacrifícios humanos. Nem por isso vamos sair por aí falando que todo religioso é a favor dessas coisas.

A única coisa que pedimos em troca, é que tenham o mesmo respeito conosco.

Esperamos que esse caso vá adiante. Você RPGista, ajude a divulgar, e se precisar de mais algo, abaixo está um vídeo de um hobbie bem mais difundido que o role playing game, com mais adoradores e que mata muito mais gente e não é cancelado simplesmente por ser uma das maiores fontes corruptas de dinheiro do mundo…
Anúncios

7 Respostas to “Quem mata mais? RPG ou religião?”

  1. Muito bom o texto.

  2. Ótimo texto. Assunto bastante polêmico que infelizmente é bastante influenciado pela ignorância.

  3. Olá Tio Ben! Seu texto é ótimo! Peço permissão para postar este texto no Blog do Bardo…

    Obrigado!

  4. Fique a vontade Patrick.
    Quanto mais nós divulgarmos isso, melhor será para todos nós. Obrigado pelo apoio e iniciativa.

  5. Só acho desnecessário isso, tá usando as mesmas armas usadas por pessoas que atacam o RPG, acusando-o de ser o causador de crimes hediodos. Dizer que a culpa é da Religião não ajuda em nada, é a mesma coisa que dizer que todo RPG é assassino, e sabemos que isso não é verdade, existe gente maluca em todas as áreas. Há muitos jogadores de WoW fanáticos, há muitos torcedores de futebol e até jogadores que matam por aí, é muito errado generalizar assim, acho realmente desnecessário atacar qualquer grupo de pessoas.

  6. Consertando:
    “é a mesma coisa que dizer que todo jogador de RPG é assassino”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: